segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O Ensino de LITERATURA na era dos extremos.

 


Atualmente os professores estão preocupados apenas em ensinar uma gramática normativa e o que se percebe é que com esse método tradicional os alunos estão sentindo dificuldades em ler e interpretar textos, devido à ausência de interação entre o aluno e o texto literário. Este e acaba aceitando a interpretação do professor sem promover dialogo com o texto. A tradicional aula de literatura em que predomina a memorização das características de estilos de época, nome de escritores e obras não atendem mais as necessidades educativas dos alunos. Os discentes precisam ser incentivados a serem críticos e formadores de opiniões, viverem a historia, tornando-se autores, dialogando com o texto.
“Para se conseguir que o aluno se torne um leitor critico, o ensino deve colocar o texto como uma possibilidade de reflexão e recriação associado à atividade de leitura, a produção de outros textos pelos alunos e facilitando a expressão de suas visões sobre o texto.”
Cabe ao professor discutir e analisar o texto com o aluno, dando sua opinião, mas respeitando os argumentos dos referidos; uma vez que a literatura como toda arte é a expressão do próprio homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário